Treinamento Funcional para Idosos – Saiba o Que é e Quais os Benefícios

0
Treinamento Funcional para Idosos
Treinamento Funcional para Idosos

Artrite, artrose, reumatismo, dores intensas ao sentar e levantar. O envelhecimento costuma cobrar um preço alto para aqueles que não se preparam adequadamente. É aí que entra este treinamento. Desenvolvido especialmente para este público, o programa é importante para evitar que atividades triviais, como praticar caminhadas, realizar atividades manuais ou realizar as tarefas domésticas comuns do dia a dia não se transforme em um tormento.

Pensando nisso, elaboramos um texto com tudo o que você precisa saber sobre o treinamento funcional para idosos, incluindo o que é o programa e quais os principais benefícios destas atividades.

O Que é o Treinamento Funcional para Idosos

O treinamento funcional para idosos é um programa de exercícios que tem como objetivo minimizar dois dos grandes problemas das pessoas na faixa etária a partir dos 60 anos: a perda de força, de massa muscular e, por consequência, de massa óssea, comprometendo a autonomia do idoso.

Desenvolvido por profissionais de educação física, há quem pense que este tipo de treino é reflexo das mudanças no comportamento dos idosos nos dias atuais, porém seu surgimento remonta a eras muito mais antigas.

O primeiro registro do treinamento foi identificado na Roma Antiga, e era utilizado para o treino dos gladiadores antes dos combates nas arenas do Império.

Posteriormente passou a ser aplicado em pacientes que haviam sofrido lesões que comprometiam a prática de atividades diárias, reflexo do surgimento da medicina preventiva.

Benefícios do Treinamento Funcional para Idosos

A melhoria da qualidade de vida é, sem dúvida, o principal benefício desta prática. Estes exercícios permitem que os mais velhos executem movimentos simples ou complexos com mais precisão.

Além disso, a prática destas atividades físicas regularmente resgata a autoestima perdida com o surgimento das limitações típicas do envelhecimento, resgatando sua independência.

Outra vantagem da adoção do treinamento funcional para idosos é prevenção de lesões, sobretudo as causadas por quedas. Acidentes em casa são as principais causas de internações de idosos, conforme apontam estudos divulgados por hospitais.

Como Funciona o Treinamento Funcional para Idosos

Ao preparar os idosos para realizar tarefas simples com segurança, o treinamento funcional para idosos leva em consideração o estilo de vida e a rotina diária deste público.

Para isso, o programa trabalha atividades que promovem a força, o equilíbrio, a resistência e as atividades aeróbicas, como veremos melhor a seguir.

Treino de Força

Muito recomendado para idosos que moram sozinhos e realizam tarefas cotidianas, como carregar o lixo para fora, neste programa pode ser realizado com a pessoa sentada em uma cadeira.

Para isso, basta que o idoso tente levantar algo simples, como uma lata de milho verde, por exemplo. Com a progressão do treinamento ele será capaz de erguer pesos maiores acima de sua cabeça sem tanto esforço.

Treino de Equilíbrio

Manter o equilíbrio ao caminhar, por exemplo, é um dos principais desafios dos mais velhos no dia a dia. Para evitar fraturas com quedas é importante a adoção de um treinamento funcional para idosos que adote atividades de equilíbrio.

Neste caso, praticar atividades físicas como a postura unipodal pode ajudar a resolver este problema e evitar acidentes, assim como manter uma boa postura ao caminhar.

Treino de Força para Idosos
Treino de Força para Idosos

Treino de Resistência

Importante para evitar que os idosos se cansem em excesso ao caminhar, este grupo de exercícios pode ser feito com a prática correta da subida e descida de uma escada.

Nesta série de exercícios, o idoso sobe um pequeno lance de escadas, descansando depois de um tempo, e retomando a atividade. Com o passar dos meses, a pessoa será capaz de realizar este exercício sem pausas.

Atividades Aeróbicas

Complemento importante no treinamento funcional para idosos, a prática de exercícios aeróbicos ajuda a fortalecer o coração e os pulmões, e devem ser praticados a cada três ou quatro dias na semana.

Andar de bicicleta ou praticar natação, por exemplo, são excelentes atividades aeróbicas para idosos que sofrem de artrite. A dança, prática importante para promover a socialização entre pessoas de mais idade, é benéfica também ao coração.

Envelhecer é um desafio para o qual muitos de nós não está preparado. Com a chegada das dores no corpo, a dificuldade em realizar atividades simples e cuidar de sua vida como antes, muitos idosos desenvolvem quadros de depressão, além das doenças típicas da idade.

Por isso, manter uma rotina de atividades que incluem o treinamento funcional é fundamental para quem deseja aproveitar o melhor da terceira idade, compartilhando a sabedoria adquirida com os mais jovens e mantendo a independência e o vigor de décadas antes.

Entretanto, para garantir que a prática destas atividades é segura, consulte um médico e faça todos os exames recomendados por seu especialista. Desta forma, você poderá aproveitar as atividades de forma mais agradável.

Gostou? Compartilha em suas redes sociais e deixe seu comentário ai embaixo.