Remédios e suplementos para emagrecer: naturais x perigosos

0
Remédios naturais para emagrecer

Como emagrecer nem sempre é uma tarefa das mais simples, muitas pessoas recorrem a alguns produtos para auxiliar no processo de perda de peso, entre eles estão remédios e suplementos, o problema é que alguns produtos podem prejudicar a sua saúde.

Os médicos costumam alertar quem deseja utilizar esses remédios que para uma efetividade real do tratamento é preciso alterar o estilo de vida para facilitar a perda de peso, melhorar a alimentação e praticar atividades físicas é necessário.

Porém, com ou sem alteração do estilo de vida, o uso prolongado desses medicamentos pode causar dependências ou vários outros problemas de saúde.

Emagrecer

Quais são os remédios para emagrecer mais utilizados?

Os remédios para emagrecer mais utilizados no mundo todo são divididos em três grandes categorias:

  1. Remédios inibidores da absorção de gordura;
  2. Sacietógenos;
  3. Anorexígenos.

Os inibidores da absorção de gordura atuam no intestino impedindo que aproximadamente 30% da gordura ingerida não sejam absorvidas, mas vale ressaltar que sem nenhuma melhora na alimentação associada, se a pessoa continuar ingerindo alimentos muito calóricos e gordurosos esses 30% não trará nenhum resultado específico.

Os Sacietógenos agem aumentando a sensação de saciedade, ou seja, supondo que para se sentir satisfeita na parte da tarde a pessoa coma um pão com queijo e presunto e como sete torradas. Com o uso desse medicamento apenas o pão será necessário para ele se sentir satisfeito.

E os anorexígenos inibem a sensação de fome, ou seja, a pessoa sentirá menos vontade de comer. Porém esta é a categoria mais perigosa de medicamentos, pois pode conter substâncias como anfetaminas.

No Brasil, o uso de remédios para emagrecer teve um crescimento expressivo nas últimas décadas e no começo não havia muitas regras sobre quais medicamentos poderiam ser utilizados e regulamentação sobre a venda dos mesmos.

Fiscalização

Já há alguns anos a Agência Nacional de Vigilância Sanitária vem proibindo a circulação de alguns medicamentos utilizados para emagrecer no Brasil, entre eles estão: Femproporex, Anfepramona e Mazindol, uma vez que a segurança em relação ao uso desses medicamentos não é comprovada.

O Orlistat é um dos principais remédios utilizados para emagrecer, ele é um inibidor da absorção de gordura. O seu uso é indicado para pessoas com Índice de Massa Corporal entre 27 Kg/m² e 30 Kg/m². A sua maior vantagem é que não causa dependência química.

A perda de peso com o Orlistat vai variar de acordo com a qualidade da sua alimentação e a o seu nível de sedentarismo. Dessa forma, associar o medicamento com uma reeducação alimentar e prática de atividade física vai melhorar o resultado final.

Outro remédio para emagrecer rápido muito utilizado é o Bupropiona, ele só pode ser comprado com receita médica de duas vias, sendo que a primeira via fica retida na farmácia. Ele ajuda a perder peso reduzindo o apetite, e consequentemente a pessoa que toma passa a ter menos fome. Porém, como tudo na vida tem os lados negativos, o uso do Bupropiona pode causar enjoos, tontura, sonolência, dores de cabeça e perda total do apetite. Além de outros efeitos colaterais mais graves e causar dependência química.

A Fluoxetina também é muito usada para facilitar a perda de peso e tem os mesmos mecanismos e basicamente os mesmos efeitos colaterais do Bupropiona. Além desses, outros dois medicamentos muito utilizados são a Sertralina e a Sibutramina.

Quando esses remédios têm em sua base as frutas

Por outro lado, existem alguns remédios naturais para emagrecer, que são produzidos à base de plantas e frutas, que também auxiliam na perda de peso e possuem nenhum ou pouco efeito colateral.

Existem produtos com formulações à base de Goji Berry, que é uma fruta originária do sudeste europeu e da Ásia, que há vários séculos é utilizada pelos chineses como um alimento curativo na sua medicina tradicional.

Goji Berry

Outro composto natural muito utilizado é a Pholia Magra®, este composto é extraído de uma planta tipicamente brasileira e também é utilizada como planta medicinal a muitos séculos. Mais uma alternativa natural é a Caralluma
Fimbriata, que já é utilizada por muitos séculos por populações tribais na Índia para diminuir a sensação de fome e de sede.

Produtos manipulados: uma boa opção?

O Fucus Vesiculosus também é um composto natural muito utilizado como emagrecedor. Ele é obtido através de algas marinhas assim como a Spirulina. Mas produtos manipulados a partir de todos esses compostos às vezes podem ser um pouco caros e inacessíveis. Mas vamos ver algumas opções e seus respectivos preços:

  • Goji Xtreme: este produto é composto por vitamina A, vitamina C, vitamina E, picolinato de cromo e minerais quelatos. Uma embalagem custa aproximadamente R$ 70,00 e devem ser usadas duas cápsulas ao dia;
  • Goji Pro: este é composto por vitamina A, vitamina C, vitamina E, cromo, selênio e vinte aminoácidos. O seu uso pode ser de duas ou três cápsulas por dia e uma embalagem custa R$ 50,00;
  • GojiBerry: esta outra alternativa também sugere o uso de duas cápsulas por dia, e o custo de uma embalagem com 60 cápsulas por aproximadamente R$ 75,00;
  • GojiBery – Elmar: ele é composto por extrato de acerola, ácido ascórbico, extrato de gojiberry, amido de milho, estearato de magnésio, dióxido de silício, vitamina A, vitamina E, selênio quelato, zinco quelato e picolinato de cromo. Uma embalagem com 60 cápsulas custa R$ 24,90;
  • Pholia Magra®: as cápsulas são compostas apenas por pholia magra, e uma embalagem com 60 cápsulas custa aproximadamente R$ 100,00;
  • Caralluma 2000: ele é composto por Caralluma fimbriata, extrato de feijão branco, Forskolin, extrato de manga Africano, Garcinia Cambogia Extract, verde, Coffee Bean Extrato, Extrato de Chá Verde, Extrato de Moringa, framboesa cetona. Sua recomendação de uso também é de duas cápsulas ao dia e uma embalagem com 60 cápsulas custa aproximadamente R$ 60,00;
  • Caralluma Activies: não encontramos a formulação detalhada, mas uma embalagem com 60 cápsulas custa aproximadamente R$ 70,00.

Estes produtos são apenas uma pequena amostra do que há disponível hoje em dia no mercado. As opções são infinitas, inclusive existe uma gama maior de produtos naturais do que os medicamentos convencionais que podem trazer mais efeitos colaterais. Pondere e escolha qual a melhor opção para o seu caso, e se achar conveniente procure um nutricionista antes de iniciar o processo de perda de peso.

Não se esqueça, a vida fitness é uma vida que deve ser vivida em coletivo, com especialistas da área. Mas é claro por aqui você sempre vai encontrar informações, dicas, guias e muito mais para te ajudar!

Até a próxima.