10 Dicas para fazer reeducação alimentar

0

A maioria das pessoas não conseguem fazer dieta por ser restritiva demais e por isso é melhor fazer uma reeducação alimentar do que fazer dieta. Reeducação é algo mais simples, mais saudável e com mais resultados do que a dieta.

Pessoa que fazem dieta, tendem mais a sentirem falta de determinados alimentos, já que ao cortamos um alimento de uma hora para a outra, o nosso corpo entra em uma espécie de abstinência.

Então, vamos conferir algumas dicas de como fazer reeducação alimentar?!

Como fazer reeducação alimentar

1. Reduza os alimentos aos poucos

A chave para a reeducação alimentar é a redução dos alimentos aos poucos, a privação por completo só faz a pessoa querer ainda mais aquele determinado alimento.

Se você está acostumado a tomar seu café com duas colheres de açúcar, por exemplo, passe a colocar uma colher e meia, quando estiver se acostumando com o sabor, reduza mais um pouco e por aí vai.

O mesmo vale para qualquer alimento, fazendo a reeducação alimentar é possível cortar as besteiras do dia a dia e depois de um tempo você nem vai mais sentir falta desses alimentos.

2. Troque os ingredientes nas receitas

Troque os ingredientes nas receitas do dia a dia, você pode começar a usar farinha integral no bolo, por exemplo, ou comer mais arroz integral. Existem diversos ingredientes que você pode trocar nas suas receitas.

Assim como a redução dos alimentos pode ser aos poucos, essa troca também pode ser. Troque a metade da farinha do bolo, por exemplo, e siga assim até trocar os ingredientes por completo.

3. Coma de três em três horas

Comer de três em três horas é mais importante do que nunca na hora de fazer uma reeducação alimentar. Ao se alimentar de três em três horas você não vai abrir espaço para a compulsão.

Se você ficar muito tempo sem comer, a tendência é que você coma de olho grande, então pode acabar comendo mais besteiras. Além disso, você vai acabar comendo mais do que comeria. O segredo é não deixar a fome bater.

4. Faça exercícios físicos

Muitas vezes, a vontade de comer besteiras, na verdade é algum tipo de ansiedade e isso piora com o estresse do dia a dia. Como nem sempre é possível acabar com esse estresse, fazer exercícios físicos pode ajudar a reduzir a ansiedade e você vai se sentir menos tentada a comer besteiras.

A prática de exercícios físicos libera endorfina, substância relacionada com a sensação de prazer. Se sentindo mais feliz, com um alto astral melhor, você vai conseguir cumprir melhor a reeducação alimentar.

5. Beba bastante água

Às vezes quando sentimos fome, só estamos desidratados, por isso é importante beber bastante água. Beba pelo menos três litros de água por dia, mas essa quantidade tem que ser ao longo do dia e não acumulada em um só momento.

Ao comer alimentos ricos em fibra, como após comer algo com aveia, é mais importante ainda o consumo de água. Beber água após comer algo rico em fibras faz com que as fibras inchem e você vai se sentir saciada mais facilmente.

6. Reduza o consumo de alimentos industrializados

Alimentos industrializados além de serem um veneno, só aumentam a necessidade de comer besteiras, ao comer esses alimentos, você vai entrar em uma espécie de círculo vicioso e vai ser cada vez mais difícil fazer a reeducação alimentar.

Tenha atenção especialmente com os alimentos com rótulos com uma pegada mais fitness, esses na maioria das vezes não são nada fit, isso inclui sucos de caixinhas e aqueles biscoitos fits.

Também é importante prestar em alimentos com rótulos diet, light e zero. Eles podem ser tão ou mais prejudiciais para saúde do que os alimentos normais.

7. Dê preferência para os carboidratos complexos

Carboidratos complexos são mais ricos em fibras, então eles dão sensação de saciedade mais rapidamente do que os outros alimentos. Além disso, diferentemente dos carboidratos simples, esses alimentos não causam um pico de açúcar.

O pico de açúcar produzido pelos carboidratos simples faz com que o corpo comece a liberar muita insulina. Essa insulina em altas quantidades recolhe rapidamente o açúcar e o transforma em gordura. Ou seja, com carboidratos simples, a digestão vai ser mais rápida e você vai sentir fome logo.

8. Coma com qualidade e não quantidade

Lembre-se que reeducação alimentar tem mais relação com comer bem do que com restrição alimentar. Então é importante comer com qualidade, escolhendo os alimentos certos, você vai se sentir saciado e não vai precisar comer tanto.

Os nutricionistas falam que o prato tem que ser colorido e isso é verdade. Ao montar seu almoço, deixe ele o mais colorido possível, com muitos tipos de legumes e verduras diferentes.

9. Certifique-se de ingerir todas as vitaminas e minerais

Algumas necessidades que temos de comer besteiras, na verdade podem ser carência de algumas vitaminas ou minerais. A vontade de comer chocolate, por exemplo, pode ser na verdade uma carência de magnésio.

Procure ter um cardápio onde você inclua todas as vitaminas e minerais que necessita. Se for preciso pode fazer um acompanhamento com nutricionista e fazer exames periodicamente.

10. Cuidado com remédios milagrosos

Vemos muitas pessoas utilizando remédios milagrosos para emagrecer ou controlar a compulsividade, mas muitas vezes esses remédios podem ser extremamente perigosos.

Além do perigo, esses remédios tem um efeito passageiro, ao parar com a medicação, você provavelmente vai comer mais do que comia antes e engordar rapidamente.

Conclusão

Fazer reeducação alimentar é mais simples do que se imagina. Com a reeducação alimentar você vai ter uma vida mais saudável e vai emagrecer mais facilmente, com um processo de transição bem mais tranquilo do que as dietas muito restritivas.

Procure sempre se alimentar bem, mas não se prive demais, deixe um espaço na semana para comer alguma besteira ou aquele seu prato preferido. O segredo está na redução e não na restrição.

E aí, pronta para começar a reeducação alimentar?

Comente e compartilhe e até a próxima!