Hipercalórios: O Que é, Quais Efeitos e Como Tomar

0
Hipercalóricos

Se você quer ficar mais musculoso e definido, adicione hipercalóricos a sua rotina, vem ver o que é, quais efeitos causam e como tomar.

 

Os hipercalóricos, como o nome sugere, são suplementos que tem como função fornecer energia através de uma quantidade calórica definida para uso no dia a dia. Voltados principalmente para aqueles que desejam um quadro de hipertrofia, os hipercalóricos resumidamente, funcionam de maneira a aumentar massa no corpo, seja ela magra ou não.

Nem todos que querem ganhar massa precisarão utilizar os hipercalóricos, porém, pessoas mais magras e que têm dificuldade para ganhar peso, ou pessoas que possuem um metabolismo muito bom e acelerado, provavelmente precisarão fazer uso desse suplemento bastante indicado para esses casos.

Conhecendo a composição dos hipercalóricos

Ingerir suplementos hipercalóricos funcionará de maneira a aumentar as calorias no corpo, o que praticamente seria equivalente a ingestão de grandes porções de substancias como proteínas, lipídios, aminoácidos, sais minerais, vitaminas, e é claro, carboidratos em um nível bastante elevado.

Mais especificamente em relação aos carboidratos, eles poderão ser os de alto índice glicêmico (carboidratos simples), complexos (considerados “mais saudáveis” e voltados para massa magra), ou ainda uma mistura desses dois tipos, dependendo do suplemento escolhido.

Quanto as proteínas, elas também são outro fator muito importante nos hipercalóricos, uma vez que são essenciais para ganhar de massa muscular, ajudando na hipertrofia como um todo.

Quem pode utilizar os hipercalóricos?

Como citado anteriormente, aqueles que desejam ganhar massa, seja ela magra ou gorda, poderão fazer uso dos hipercalóricos, porém, nem sempre é necessário adicionar esse suplemento a sua dieta.

Normalmente, pessoas que estão iniciando seus treinamentos e na fase inicial de hipertrofia são as que mais procurar os hipercalóricos por, na maioria das vezes, começarem abaixo do peso. Nesses casos, assim que o peso ideal for atingido e que o atleta possa seguir apenas com alimentação voltada para a hipertrofia, ele deverá fazê-lo, deixando os hipercalóricos e procurando outros tipos de suplemento, como o Whey Protein.

Outro caso bastante comum no uso de hipercalóricos acontece com atletas que gastam muita energia e muitas calorias em seus treinamentos, o que faz com que comecem a ficar abaixo do peso. Para manter o peso ideal, o hipercalórico entra em ação funcionando também como energizante, uma vez que esse tipo de atleta estará sempre gastando mais energia e caloria do que consegue ganhar em sua alimentação.

Para aqueles que possuem dificuldade em ganhar peso, normalmente pessoas muito magras que decidem pela hipertrofia, os hipercalóricos também são essenciais, uma vez que essas pessoas precisarão de um suplemento capaz de fazer frente ao seu rápido metabolismo e intensa queima de gorduras e calorias.

Mais uma vez é importante lembrar que apesar dos hipercalóricos significarem uma ótima opção em termos de suplemento para ganhar massa, ele deverá ser utilizado apenas em casos realmente necessários, e uma vez que o peso ideal for atingido sem mais problemas, ele poderá ser descontinuado e substituído por outro tipo de suplemento, como a dextrose ou o Whey Protein.

Essa descontinuidade dos hipercalóricos é necessária porque eles possuem em sua composição quantidades bastante elevadas de carboidratos ruins, de alto índice glicêmico, que poderão resultar no acúmulo de gordura, ao invés de no ganho de massa.

Benefícios dos hipercalóricos

De maneira resumida, os hipercalóricos possuem os seguintes benefícios:

  • Ganho de peso: que poderá acontecer tanto em relação ao ganho de gordura, quanto ao ganho de massa magra;
  • Dieta balanceada: quando o cenário é de muito gasto calórico e pouco ganho, pode ser necessário o uso dos hipercalóricos para manter a dieta balanceada;
  • Reconstrução dos músculos: os hipercalóricos poderão também ajudar no pós-treino, ajudando a reconstruir os músculos e parar o catabolismo, ajudando no ganho de massa muscular;
  • Aumento de desempenho: por serem capazes de gerar muito mais energia através das calorias, os hipercalóricos poderão melhorar bastante a disposição durante o treino.

Com os benefícios citados acima fica claro que os hipercalóricos podem ser considerados um dos suplementos mais procurados nas academias, principalmente entre os mais jovens que costumam estar bem abaixo do peso quando decidem pela hipertrofia, aumentando o ganho de massa magra por conseguirem mais energia para um treino mais firme.

Como tomar hipercalóricos?

Apesar de não haver uma regra relacionada ao momento ou horário ideal para se consumir um suplemento hipercalórico, existem alguns momentos do dia onde esses suplementos podem funcionar ainda melhor.

Suplementos hipercalóricos

Consumir hipercalóricos pela manhã, logo ao acordar, pode ser muito bom uma vez que após o período de jejum noturno, o processo de catabolismo estará acontecendo com toda força, e assim, ele poderá ser interrompido.

O pré-treino também é um ótimo momento para apostar nos hipercalóricos. Cerca de meia hora antes de treinar você pode preparar um shake ou apenas consumir seu suplemento com água, afim de potencializar o treino com mais energia.

Os hipercalóricos podem ser igualmente importantes no pós-treino, onde poderão ser utilizados para interromper o catabolismo, provendo energia para o corpo.

Apesar de ser um ótimo suplemento e poder ser consumido em diversos horários do dia, os hipercalóricos deverão sempre estar acompanhados de pequenas e leves refeições, e que seja utilizado afim de complementá-la, gerando mais energia para o corpo. Consumir um hipercalórico de maneira a substituir uma refeição não é recomendado e será muito pouco saudável.

Efeitos colaterais dos hipercalóricos

Saber dosar a quantidade de hipercalóricos a ser digerida é muito importante, e por isso, muitas vezes o acompanhamento de um nutricionista se faz bastante necessário. Caso esteja tomando uma dose de hipercalóricos incompatível com a sua situação, um quadro de aumento de gordura poderá surgir, por exemplo.

Quanto as contraindicações e efeitos colaterais, o principal quanto aos hipercalóricos versa justamente sobre esse grande acumulo de calorias que irá ocorrer no corpo, que poderá trazer consequências negativas como elevação na taxa de insulina, quadros de diabetes, e até mesmo um rebote de hipoglicemia que pode ser muito grave.

Os que possuem problemas no fígado ou rins também devem evitar os hipercalóricos, uma vez que o nível elevado de proteínas poderá sobrecarregar esses órgãos.
Os altos índices de carboidratos ainda poderão causar diarreias, náusea e vômitos.