Saiba como Ocorre a Hipertrofia Muscular

0
Como Ocorre a Hipertrofia
Como Ocorre a Hipertrofia

Como Ocorre a Hipertrofia Muscular?

A hipertrofia muscular é algo muito desejado por quem busca a musculação e saber como ocorre a hipertrofia muscular é essencial para que você obtenha bons resultados, pois assim você vai entender melhor o que é importante na musculação e também saber o significado de cada estímulo.

Diferença entre Hipertrofia e Hiperplasia

Primeiramente é importante explicar a diferença de hipertrofia e hiperplasia para depois entender como ocorre a hipertrofia muscular.

Ambos os mecanismos podem ocorrer em qualquer tipo de célula e não somente nas células musculares. Os dois também tem relação com algum aumento, como vocês podem perceber pelo hiper.

No caso da hipertrofia, o aumento ocorre no volume celular, ou seja, não são formadas novas células, apenas as antigas que ganham mais volume. Enquanto isso, a hiperplasia significa uma duplicação das células, mais células estão sendo formadas.

Como Ocorre a Hipertrofia Muscular 

Agora que você já sabe qual é a diferença entre hipertrofia e hiperplasia, vamos explicar como ocorre a hipertrofia muscular. A hipertrofia ocorre como resultado de uma resposta a um determinado estímulo.

De uma forma geral, a hipertrofia ocorre através de uma microlesão nos músculos. Ao sobrecarregar a nossa musculatura, fazemos com que os filamentos de proteínas presentes dentro das fibras musculares se destruam.

Hipertrofia
Hipertrofia

Para recompor a microlesão, o nosso corpo começa a produzir mais substâncias cicatrizantes, aumentando o volume dos filamentos que foram destruídos e isso faz com que os músculos cresçam, literalmente.

Como Estimular a Hipertrofia

Agora que já sabemos como ocorre a hipertrofia muscular e que ela vem de um processo de cicatrização, podemos perceber a importância do repouso para quem busca aumentar a musculatura.

Sem o tempo de repouso apropriado, o nosso corpo não vai ter tempo para fazer essa cicatrização e, como consequência, não vamos obter a hipertrofia muscular.

Além disso, já que vimos que são os filamentos de proteínas que são destruídos, podemos ver a importância do consumo de proteínas para a hipertrofia.

Mais importante ainda que o consumo de proteínas e é a alimentação após a prática da atividade física. Pois como isso se trata de uma recuperação, consumir aminoácidos (que formam as proteínas) é muito importante logo após a musculação.

Alguns artigos citam que essa alimentação rica em proteínas deve ser feita no período de 4 horas pós-treino e que também é importante o consumo de carboidratos nesse período.

O carboidrato é uma fonte de energia e ele vai fazer com que o seu corpo mantenha todo o mecanismo funcionando e que tenha energia também para reconstituir os filamentos que foram quebrados.

Existem também alguns hormônios que são importantes para essa reconstrução e os principais são: GH, insulina e testosterona. Todos esses são sintetizados pelo nosso corpo, mas existem formas de aumentar a produção deles.

A produção de insulina pode ser estimulada pelo consumo de carboidratos (olha mais um motivo para consumir carboidrato no pós-treino). Quando consumimos carboidratos, estimulamos o nosso corpo a liberar insulina para captar a glicose excedente.

Já o GH é estimulado pela prática intensa de exercícios físicos e pelo sono, mostrando mais uma vez a importância de um bom descanso para a hipertrofia muscular. Tanto a insulina quanto o GH são formados por aminoácidos

A testosterona é sintetizada a partir da gordura (e com isso mostramos a importância do consumo de todos os grupos alimentares macro) e é estimulada pelo treino pesado. Porém, um treino excessivo pode inibir a produção de testosterona, então não adianta nada tentar usar alguma força que vá além da sua capacidade e do que é necessário.

Conclusão

Aqui mostramos como ocorre a hipertrofia muscular de uma forma mais geral, pois é óbvio que o processo é mais complexo do que isso. Porém, os aspectos que foram abordados são importantes para que você perceba a importância de uma alimentação correta, assim como cumprir o tempo de descanso e quais são as cargas que devem ser utilizadas.

O seu professor de educação física vai saber determinar qual é o melhor treino para você de acordo com os resultados que você espera obter, com o tempo que tem disponível para treinar e também com o seu estado atual. E o mais importante de tudo: cumpra o que ele falar. Fazer menos ou mais do que isso pode ser um tiro pela culatra.

Gostou? Então comente o que achou. Compartilhe com os amigos para que eles possam saber também.