Como funciona o ganho de massa magra

0

Não é correto concluir que o resultado da massa magra é obtido com apenas em algumas sessões de academia e o uso de anabolizantes naturais ou vitaminas para ganhar massa muscular. A academia é sim um fator que contribui muito. Mas para que haja um melhor desempenho de se alcançar a massa magra, é preciso ter disciplina, e seguir algumas medidas. Ter disposição para mudar o cardápio alimentar e boas noites de sono são alguns fatores que contribuem de uma forma mais saudável.

Antes de partirmos para as medidas, precisamos primeiro entender como acontece o ganho de massa magra. Esse processo se dá inicio dentro das células dos músculos. Quando realizamos um determinado exercício físico que contempla um grupo muscular específico, são ativadas enzimas que tem a função de sintetizar proteínas.  E a massa muscular, como nós chamamos, são justamente as proteínas que são sintetizadas a partir dessas enzimas, quando estas, trabalham em um ritmo mais acelerado.

CADA UM TEM O CORPO QUE MERECE?

Especialistas e personal trainers frequentemente estão lendo artigos e avaliando pesquisas para desenvolver novas atividades para ganho de massa magra. Segundo eles, todas as pessoas podem conquistar um corpo bem exercitado, mas não com a mesma intensidade.

Estudos apontam que cada pessoa possui uma genética particular. Umas, tem mais dificuldades para emagrecer, e outras, possuem um metabolismo mais acelerado, dificultando o acúmulo de peso. Existem pessoas que, devido ao seu metabolismo acelerado, tem uma grande facilidade de queimar gorduras. Mas há de se ter em mente que o metabolismo acelerado é uma via de mão dupla. Tanto é fácil perder calorias como também é difícil aumentar os músculos.

Independente de qual seja o caso, o acompanhamento de um profissional é fundamental. Ele saberá indicar uma grade de atividades corretas para cada tipo de genética. E antes desse submeter a algum suplemento alimentar, consultar um nutricionista é uma boa opção.

Segue abaixo alguns pontos que podem te ajudar a ter um melhor desempenho para ganhar massa magra: 

 1. REALIZE EXERCÍCIOS FÍSICOS

Esteja sempre em contato com o seu próprio corpo. Faça exercícios que trabalhem todas as regiões musculares, principalmente as regiões que acabam sendo as mais sedentárias. Varie os exercícios, saia da sua zona de conforto. Quando o nosso corpo se adequa ao exercício que o deixa confortável, não há ganho de massa muscular. E se doer, não pare! Significa que os seus músculos estão respondendo aos estímulos que estão sendo enviados.

Evite fazer exercícios aeróbicos antes do treinamento muscular, pois o corpo se cansa mais rápido e não rende nas outras atividades. O mais recomendável é intercalar os exercícios, e claro, sempre acompanhado por um profissional.

Se você for o tipo de pessoa que não é acostumada a praticar atividades físicas, não tenha medo de começar devagar. A priori, faça atividades repetitivas e de pouco peso. À medida que o seu corpo for se acostumando com essa nova rotina, você pode ir modificando sua grade de exercícios. A tendência é que haja uma inversão. Mais peso e menos repetições em cada série.

2. ESCOLHA O SEU TIPO DE TREINO

Para cada tipo de genética, existe um treino que a satisfaça. Escolha uma boa academia que te dê um maior conforto e que te faça querer voltar sempre, mantendo assim, a rotina de exercícios. Observe se os equipamentos de musculação da academia estão em pleno funcionamento e em ordem, para que o seu corpo não saia prejudicado.

Se você é uma pessoa com um metabolismo lento e com propensa a engordar, faça um planejamento de exercícios  mais pesado que atenda as suas necessidades. Ou você pode pedir a algum especialista, indicações de alguns sites de montar treinos para ganhar massa muscular .

3. RELAXE O SEU CORPO

Além de fazer exercícios, é preciso também saber descansar os músculos. Não é recomendado exercitar o meu grupo de músculos em dias seguidos, pois isso pode levar a lesões musculares. Se um dia você opta por malhar braços, você pode alternar, no dia seguinte, outros grupos musculares, como por exemplo, os músculos das pernas. É necessário um tempo de descanso para que as proteínas, gerada pelas enzimas, cheguem ao músculo para regenerá-lo e aumentar a massa muscular.

Durma bem a noite. Tenha boas noites de sono para que o seu corpo consiga descansar bem, recuperando-se do cansaço rotineiro, para que no dia seguinte, ele esteja disposto para mais um dia de atividades físicas.

4. CONSTRUA O SEU CARDÁPIO ALIMENTAR

Ter uma alimentação balanceada e saber controlá-la, é muito importante. Antes de começar sua sessão de treinos, opte por ingerir carboidratos como a tapioca, o pão integral e a batata doce. Não se esqueça que, após o treino, o corpo precisa recuperar a energia gasta. Então, mas carboidrato é muito bem-vindo.

Evite comer alimentos hipercalóricos, frituras, gorduras, açúcar e sal. Atente-se também aos horários certos para cada refeição, evitando comer o que não deve, fora dos horários. Mas não fique sem comer por muito tempo, pois vai te dar o dobro de fome na sua próxima refeição, fazendo você recuperar todas as calorias que tinha perdido.

Antes mesmo de iniciar a sua nova rotina de treinos musculares, entre em contato com algum nutricionista para auxilia-lo com relação a sua alimentação. Tire todas as suas dúvidas sobre o que se deve comer e o que não é interessante para a sua dieta. Caso opte por tomar vitaminas para ganhar massa muscular, consulte-o também.

5. NÃO PARE COM A SUA ROTINA DE TREINOS

Descansar o corpo das atividades físicas é importante, mas não por muito tempo. Há uma média de 8 à 10 semanas para que se note o resultado adquirido com os treinamentos. Mas não é recomendado que se pare com os treinos por um tempo indeterminado, pois pode colocar todos os ganhos a perder.

Estudos apontam que não é possível determinar uma média de tempo para se notar a perda de massa muscular quando as atividades são cessadas. Mas isso acontece muito rápido. O nosso corpo é mutável, e sempre vai se adaptar as circunstancias que estamos inseridos, seja treinando ou não. Portanto, não pare na pista e continue se exercitando.

E aí gostou das dicas?

Compartilhe e comente também deixando a sua dica!